Fiéis homenageiam São Pedro com tradicional Procissão Fluvial em Santarém

Cortejo ocorreu nesta quinta-feira (29) em frente ao município. Homenagem ao santo é realizada a quase 70 anos. Procissão contou com cerca de 60 embarcações.

Nas águas esverdeadas do rio Tapajós e na grandeza do rio Amazonas, centenas de fiéis movidos pela fé realizaram o cortejo do santo padroeiro dos pescadores e navegantes, em Santarém, no oeste do Pará. A homenagem ocorreu nesta quinta-feira (29), data que é celebrada o Dia de São Pedro. A Procissão Fluvial do santo é realizada a quase 70 anos no município.

Com ornamentações simples, dezenas de embarcações de pequeno, médio e grande porte carregavam uma multidão que, com cânticos, orações e louvores agradecia as graças alcançadas ao longo do ano. A procissão saiu de um porto particular no bairro Prainha por volta de 16h45.

 

Cerca de 60 embarcações participaram do cortejo (Foto: Geovane Brito/G1)

Cerca de 60 embarcações participaram do cortejo (Foto: Geovane Brito/G1)

O santo foi colocado em um lugar de destaque no Ferry Boat que o conduzia, para que iluminasse os caminhos percorridos pelos fiéis. Na saída, a embarcação com a imagem ia à frente demais, que aos poucos traziam mais devotos.

A aposentada Rosilma Duarte, de 72 anos, contou que sempre faz o possível para acompanhar a procissão. Em 2016 ela não tinha conseguido senha para ir junto com a imagem, então fez uma promessa. “Vai da nossa fé, basta a gente querer acompanhar e ter a graça divina. Eu fiz uma promessa e disse que eu queria acompanhar novamente essa tradição dos santarenos. Hoje estou aqui”, disse.

A aposentada Rosilma Duarte disse que fez uma promessa para estar nesta edição da procissão fluvial (Foto: Geovane Brito/G1)

A aposentada Rosilma Duarte disse que fez uma promessa para estar nesta edição da procissão fluvial (Foto: Geovane Brito/G1)

Os participantes percorreram a frente da cidade, passando pelo Terminal Fluvial Turístico (TFT), Porto das Docas do Pará, encontro das águas, feira do peixe do bairro Uruará, retornando para o porto particular.

Ao longo da orla do município, muitas pessoas acompanharam a procissão e fizeram homenagens com fogos de artifícios. “Esse ano eu estou com a minha esposa grávida e achei prudente não ir no barco. É bem interessante acompanhar daqui da terra firme esse momento de confratenização da fé católica”, contou o servidor público Bruno Vasconcelos, que estava acompanhado da família. Eles estavam no Terminal Fluvial Turístico.

 Este ano, o servidor público e a família acompanharam a procissão em terra firme (Foto: Geovane Brito/G1)

Este ano, o servidor público e a família acompanharam a procissão em terra firme (Foto: Geovane Brito/G1)

Para o bispo de Santarém, Dom Flávio Giovenale, o momento é para festejar as conquistas, agradecer as graças alcançadas e pedir bençãos. O religoso ressaltou a importância de momentos como este e desejou benção a todos.

“Independentemente de ser católico, evangélico ou de outras religiões, que todos possam ser muito abençoados”, disse.

Segurança

Desde os planejamentos iniciais, a Colônia de Pescadores Z-20 solicitou apoio da Capitania Fluvial de Santarém para que fizesse recomendações aos donos de embarcações, fiscalizasse no decorrer do cortejo dando segurança aos participantes.

De acordo com o comandante da delegacia fluvial, capitão Ricardo Barbosa, este ano a proibição de soltar fogos de artifício de dentro dos barcos foi mantida. A medida era para evitar incêndios ou explosões.

 

Capitania Fluvial de Santarém acompanhou desde a saída até a chegada da procissão (Foto: Geovane Brito/G1)

Capitania Fluvial de Santarém acompanhou desde a saída até a chegada da procissão (Foto: Geovane Brito/G1)

O número de participantes foi menor que no ano de 2016, porém, segundo o bispo de Santarém, muitas pessoas deixaram de participar porque a procissão foi realizada em dia de semana, mas nada as impedia de estarem ligadas à fé.

A etapa final do evento ocorreu após a procissão pelo Rio Tapajós e Amazonas, onde os os fiéis seguiram em procissão terrestre até a Igreja da Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde foi realizada uma missa em homenagem ao santo, encerrando as festividades.

O evento foi organizado pela Colônia de Pescadores Z-20 em parceria com a Diocese de Santarém. Uma equipe do Corpo de Bombeiros e da Capitania dos Portos esteve acompanhando o círio fluvial, para evitar acidentes durante o percurso. Segundo a Capitania, nenhuma ocorrência foi registrada durante a procissão.

Com ornamentações simples nas embarcações, devotos do santo prestaram homenagem (Foto: Geovane Brito/G1)

Com ornamentações simples nas embarcações, devotos do santo prestaram homenagem (Foto: Geovane Brito/G1)

 

Homenagens a São Pedro foram feitas de várias formas (Foto: Geovane Brito/G1)

Homenagens a São Pedro foram feitas de várias formas (Foto: Geovane Brito/G1)

Chegada da imagem ao Ferry Boat que o conduziu durante o percurso (Foto: Geovane Brito/G1)Imagem foi colocada em um lugar de destaque dentro da embarcação (Foto: Geovane Brito/G1)Fiéis acompanharam o cortejo em embarcações de vários tamanhos (Foto: Geovane Brito/G1)Capitania Fluvial deu suporte durante todo o percurso (Foto: Geovane Brito/G1)Embarcações chegavam aos poucos na procissão e traziam mais fiéis (Foto: Geovane Brito/G1)Pequenas embarcações também participaram do momento (Foto: Geovane Brito/G1)Famílias se reuniram para participar da procissão  (Foto: Geovane Brito/G1)Crianças e adultos acompanharam a imagem de São Pedro durante a procissão (Foto: Geovane Brito/G1)Cortejo da imagem de São Pedro nas águas do Rio Tapajós (Foto: Geovane Brito/G1)Cerca de 60 embarcações participaram, segundo a Capitania  dos Portos (Foto: Geovane Brito/G1)Percurso ocorreu em frente a Santarém (Foto: Geovane Brito/G1)Do Terminal Fluvial Turístico muitas pessoas acompanharam a procissão (Foto: Geovane Brito/G1)Fiéis acompanharam a procissão em vários tipos de embarcações (Foto: Geovane Brito/G1)Cada devoto homenageou o santo de uma forma diferente (Foto: Geovane Brito/G1)

fonte G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *