Faixas elevadas para pedestres buscam reduzir riscos de acidentes em Santarém

Até o fim do ano, cinco faixas devem ser instaladas em ruas e avenidas da cidade, segundo a SMT. Dois pontos já receberam a sinalização este mês.

Pelo menos cinco pontos já foram definidos para receber, até o fim do ano, faixas de pedestres elevadas em Santarém, no oeste do Pará, segundo informou a Secretaria de Mobilidade e Trânsito (SMT). Neste mês, dois pontos já receberam a sinalização. A medida é resultado de estudos técnicos para controlar a velocidade dos veículos e garantir a segurança de pedestres.

As duas primeiras faixas foram implantadas na rua E, nos bairros Elcione Barbalho e Maracanã. O projeto contempla mais duas na avenida Fernando Guilhon, sendo uma próxima a primeira rotatória e outra em frente à escola municipal Ubaldo Corrêa. Outra será construída na avenida Rui Barbosa, com a travessa dos Mártires, no Centro.

O secretário de mobilidade e trânsito, Paulo Jesus da Silva, explica que, além de redutor de velocidade, a faixa elevada dá acessibilidade a cadeirantes e idosos. “Continuamos fazendo o levantamento em outros pontos da cidade, levando em conta o fluxo de pedestres e de veículos. Vamos implantar principalmente em frente as escolas”, disse.

Faixas elevadas foram implantadas na Rua E, nos bairros Elcione Barbalho e Maracanã (Foto: Divulgação/Prefeitura de Santarém)Faixas elevadas foram implantadas na Rua E, nos bairros Elcione Barbalho e Maracanã (Foto: Divulgação/Prefeitura de Santarém)

Faixas elevadas foram implantadas na Rua E, nos bairros Elcione Barbalho e Maracanã (Foto: Divulgação/Prefeitura de Santarém)

A construção das faixas elevadas é de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura (Seminfra). A pintura e sinalização fica a cargo da Secretaria de Mobilidade e Trânsito. “O nosso cronograma está também vinculado com Seminfra, por conta da equipe que ela tem. Temos a previsão de até o fim do ano atender o maior número possível de locais”, disse.

A instalação de faixas de pedestres elevadas se dá a partir de uma resolução do Conselho Nacional do Trânsito (Contran). Por questões de segurança, elas só devem ser implantadas onde a velocidade máxima permitida for de 40 km/h e onde há vias dotadas de calçadas para travessia de pedestres. A medida visa reduzir o número de acidentes, segundo o Contran.

Mais duas faixas devem ser construídas na avenida Fernando Guilhon (Foto: Adonias Silva/G1)Mais duas faixas devem ser construídas na avenida Fernando Guilhon (Foto: Adonias Silva/G1)

Mais duas faixas devem ser construídas na avenida Fernando Guilhon (Foto: Adonias Silva/G1)

Fonte: G1 Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *