Vítima de baleamento deixa cadeira de rodas e paga promessa no Círio da Conceição

Jovem foi atingido por disparos de arma de fogo em um assalto e há 2 anos ficou “preso” em uma cadeira de rodas. Evolução no tratamento causou admiração em fisioterapeuta.

Após ser atingido com disparos de arma de fogo durante um assalto em 2015, Fábio dos Santos ficou por um bom tempo dependente de uma cadeira de rodas para se locomover. Em 2017 o fiel participou da 99ª edição do Círio da Conceição, mas não em uma cadeira de rodas e sim caminhando.

A dificuldade e fraqueza eram visíveis, parte do percurso foi feito com o auxílio de um andador. Na reta final da procissão o auxílio da esposa e da cunhada foram fundamentais para que o jovem conseguisse pagar a promessa. Fábio renasceu e, agora, está reaprendendo a andar. “Ano passado eu ainda vim na cadeira de rodas, então eu prometi que esse ano eu já viria com o andador e, graças a Deus, com intercessão de Nossa Senhora, eu estou aqui”.

A fisioterapeuta que acompanha Fábio, Caroline Diniz, não acreditou de ele iria participar do Círio. De acordo com a fisioterapeuta, as lesões ocasionadas pelos disparos de arma de fogo eram delicadas. O progresso de Fábio é admirado. “Ele disse que viria, e a gente se encontrou, mas eu pensei que ele não viesse”, contou.

Com fé e devoção à Nossa Senhora, Fábio não escondeu a emoção em cumprir o trajeto de quase 7 km, e mais do que isso, com muita segurança ele afirma que em 2018 o Círio de número 100 será ainda mais especial. “Ano que vem estarei aqui de novo, e andando.

G1 Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *