Campanha em redes sociais leva mais de 80 doadores de sangue ao Hemocentro em um dia

Apelo foi feito por amigos da médica Paula Heloa, vítima de acidente de trânsito na madrugada desta quarta-feira (30).

Apelo compartilhado em redes sociais para doação de sangue mobilizou voluntários em Santarém (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Apelo compartilhado em redes sociais para doação de sangue mobilizou voluntários em Santarém (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma campanha nas redes sociais para doação de sangue iniciada na manhã desta quarta-feira (30), após a notícia do gravíssimo acidente sofrido pela médica Paula Heloa Carneiro Barra, 29 anos, e seu pai Luiz Carlos de Carvalho Barra, de 62, levou dezenas de doadores ao Hemocentro Regional de Santarém, no oeste do Pará.

Os apelos feitos por amigos, colegas de trabalho e até desconhecidos foram sendo compartilhados ao longo da manhã e do início da tarde, mobilizando até mesmo quem nunca tinha doado sangue, como a estudante Ana Beatriz Fonseca da Costa, 20 anos. “Já fazia um tempinho que eu queria doar, mas acho que estava faltando coragem. Quando recebi a mensagem hoje e vi na tevê a notícia do acidente, fiquei realmente comovida com a situação e como meu sangue é A -, eu não podia ficar de braços cruzados. Espero que dê tudo certo com os exames para que meu sangue ajude a salvar a vida dessa jovem que sofreu o acidente”, declarou.

Embora o tipo de sangue da médica que teve traumatismo cranioencefálico (TCE) e precisou passar por cirurgia, seja A -, qualquer tipo de sangue pode ser doado. Segundo a assistente social do Hemocentro, Anaídes Silva, somente nesta quarta-feira foram coletadas 89 bolsas de sangue. As doações vão ajudar não somente a médica, mas outros pacientes que estão internados nos hospitais de Santarém e região precisando de sangue e seus componentes.

Bolsas de sangue doadas passam por exames antes da destinação aos pacientes (Foto: Hemopa/Divulgação)

Bolsas de sangue doadas passam por exames antes da destinação aos pacientes (Foto: Hemopa/Divulgação)

“Nós estamos com estoque baixíssimo dos tipos A – e O -. O A negativo zerou hoje, mas tivemos doações cujas bolsas ainda passarão por exame para sabermos se estão em boas condições. Também tivemos doações de sangue O -, e dos tipos mais comuns como O + que vão reforçar o nosso estoque técnico”, informou Anaídes.

Segundo informações do Hospital Municipal de Santarém, Paula Heloa está na UTI do HMS, uma vez que o quadro clínico da paciente é de alta complexidade, e por esse motivo foi solicitada uma vaga de UTI no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA).

O acidente

Luiz Barra conduzia um carro de passeio na madrugada desta quarta-feira (30) pela Avenida Rui Barbosa em companhia de sua filha, a médica Paula Heloa, quando o veículo foi atingido em cheio por uma caminhonete que seguia pela Travessa dos Mártires e avançou a preferencial.

Segundo a polícia, Luiz Barra havia saído de casa para levar a filha ao aeroporto. Com o impacto da batida, os dois ficaram presos às ferragens. Duas ambulâncias do Samu foram utilizadas no resgate. O Corpo de Bombeiros teve que serrar partes do veículo e retirar as vítimas.

Na caminhonete era dirigida por Josiney Pereira dos Santos, 23 anos, que estava em companhia de uma mulher. Eles não tiveram ferimentos. Josiney não apresentava sinais de embriaguez, segundo a polícia, mas foi levado ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) para exame de dosagem alcoólica. O resultado deve sair entre 10 e 15 dias.

Fonte G1 Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *