Quadro clínico de médica ferida em acidente ainda é considerado grave, diz HRBA

Acidente aconteceu no dia 30 de maio, no cruzamento da Av. Rui Barbosa com a Trav. dos Mártires. Paula Eloá Carneiro sofreu traumatismo cranioencefálico.

O quadro clínico da médica Paula Eloá Carneiro, que ficou ferida após acidente de trânsito no centro de Santarém, no oeste do Pará, ainda é considerado grave pelos médicos. A informação foi divulgada pelo Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) ao G1 na tarde desta quinta-feira (7).

O acidente aconteceu na madrugada do dia 30 de maio, no cruzamento da Avenida Rui Barbosa com a Travessa dos Mártires, no Centro. A médica estava no carro com o pai, o idoso Luiz Carlos de Carvalho Barra, de 62 anos, que teve fratura na pelve e clavícula.

Pai e filha ficam feridos após carro ser atingido por caminhonete de Santarém
Campanha em redes sociais leva mais de 80 doadores de sangue ao Hemocentro em 24h
Desde o acidente o quadro clínico de Paula Eloá inspira cuidados e é muito delicado devido os ferimentos graves serem na cabeça. Ela passou por cirurgia no Hospital Municipal de Santarém para drenar o hematoma intracerebral e em seguida foi transferida para o HRBA, onde está internada desde então.

O acidente
Na madrugada do dia 31, pai e filha seguiam na Avenida Rui Barbosa, em direção ao aeroporto, quando outro veículo, uma caminhonete, que seguia na Trav. dos Mártires avançou a preferencial. O local da batida possui placa de sinalização e há faixa de pedestre.

Duas ambulâncias do Samu foram utilizadas no resgate. O Corpo de Bombeiros também prestou socorro e teve que usar equipamentos para serrar partes do veículo e retirar as vítimas, que ficaram presas às ferragens. O veículo ficou praticamente destruído com o forte impacto.

Na caminhonete estava o motorista, Josiney Pereira dos Santos, 23 anos e uma mulher. Eles não tiveram ferimentos. Josiney não apresentava sinais de embriaguez, segundo a polícia, mas foi levado ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) para exame de dosagem alcoólica. O resultado deve sair entre 10 e 15 dias, segundo o CPC.

Fonte G1 Santarém, Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *